SOMOS TECELÃS DE MUITAS FACES E CULTURAS, TECENDO HISTÓRIAS ATRAVÉS DOS TEMPOS.

Tecendo a vida

domingo, 20 de abril de 2008

Viva o meu par de havaianas


Em menina, ouvi de minha mãe a história de mulheres que cortaram partes dos pés para que estes coubessem dentro de um sapatinho de cristal. Confesso que, desde aquela época, a idéia de sapatos apertados em nome de convenções/elegâncias/expectativas alheias passou a me desagradar profundamente. Sou, desde então, uma mulher considerada um pouco excêntrica, tanto no modo de vestir quanto nos gostos.

Esta pintura, Princess Cinderella's Voyage, de Vladimir Kush, me dá outra dimensão dos sapatos das convenções/elegâncias/ expectativas alheias: um Fardo !

A grande culpada por minha atual excentricidade é minha mãe! Foi ela quem me contou que para cabermos nos sapatos de cristal precisamos amputar partes de nós mesmas... E que isso dói! E que isso sangra! E que o Príncipe não virá nos salvar !

Sapatinhos de Cristal?! Não, agradecida ! Fico com meu par de havaianas.



2 comentários:

maria disse...

nossa! q delícia seu blog e q bom q me deixou chegar até ele...

seu link tb estará por lá.
bj da menina-havaiana-também,

maria poesia.

Luana Margarida disse...

rs... uso pouco havaianas propriamente ditas, mas certamente que esse negócio de salto alto não é minha praia.
Voltei a te ler e fiquei muito feliz de encontrar esse blog, que eu ainda não conhecia.
Esse post já rendeu uma conversa bem rica com minhas companheiras de trabalho....
beijos margaridos!